sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Mais um expressivo reconhecimento


Associação Dietética Americana passa a indicar a dieta vegetariana na prevenção de doenças.

Seguir uma dieta vegetariana pode ser uma boa maneira de diminuir o risco de doenças crônicas como diabetes, obesidade, hipertensão e câncer, afirma a Associação Dietética Americana (ADA), que publicou esta semana uma atualização de suas recomendações sobre alimentação saudável no "Journal of the American Dietetic Association". Segundo os nutricionistas da ADA, não há dúvidas de que uma dieta vegetariana bem planejada é uma opção saudável para crianças, adolescentes e adultos.
" As dietas vegetarianas são eficazes em todas as fases da vida, incluindo na gravidez, na lactação, na primeira infância, na adolescência e para atletas "

"A Associação Dietética Americana reconhece que uma dieta vegetariana bem planejada, incluindo o vegetarianismo completo (que exclui todo tipo de carne e ovos) e o veganismo (que exclui carnes, ovos e laticínios), pode ser saudável, nutricionalmente completa e traz benefícios na prevenção e no tratamento de certas doenças. As dietas vegetarianas são eficazes em todas as fases da vida, incluindo na gravidez, na lactação, na primeira infância, na adolescência e para atletas", divulgaram em nota os nutricionistas Winston Craig e Reed Mangels, conselheiros da ADA.

Os nutricionistas aproveitaram para enfatizar o bom resultado de inúmeros estudos que ligam uma dieta com menos carne a um risco menor de uma série de doenças. Quem é vegetariano ou exclui a carne do cardápio alguns dias da semana tem menos colesterol alto, problemas cardiovasculares, hipertensão e diabetes tipo 2, afirmaram Craig e Reed. Quem segue este tipo de dieta também tende a comer menos gorduras saturadas e mais fibras.

As informações completas sobre as novas recomendações da ADA podem ser encontradas no site www.eatright.org .

Fonte: O Globo

3 comentários:

Dawa Camisetas Veg disse...

É interessante como os ocidentais podemos ser manipulados com tanta facilidade.
Quando uma organização com a Associação Dietética Americana (ADA)diz que ter uma alimentação vegetariana é saudável, provavelmente muitos se tornarão adictos a isto. Afinal são os americanos que regem nosso comportamento e hábitos, sejam ele corretos ou não.
A mais de 5000 anos a Ayurveda (na India)diz a mesma coisa sobre a alimentação, que deve ser vegetariana, e vai muito mais profundo quando analiza que nem tudo que seja uma alimentação vegetariana serve para todas as pessoas, tratando o assunto muito mais individualmente. O exemplo é: aparentemente comer chuchú seria bom para qualquer vegetariano, mas para a Ayurveda isso não é verdade, alguém não se dará bem com o chuchú.
Bem deixo meu comentário não como crítica à Associação Dietética Americana (ADA)e sim a nós mesmos que preferimos ser sempre manipulados pelo imperio norte-americano.
Não deixe de visitar www.camisetas-veg.com

ECO-CONSCIÊNCIA disse...

Penso que se render facilmente ao imperialismo americano seja tão ruim quanto achar que a abordagem ayurveda seja detentora da verdade última em se tratando de alimentação vegetariana. Particularmente acho a abordagem ayurveda muito interessante, mas não concordo com tudo que ela defende. Depois de muita pesquisa penso que o ideal é mesmo a variedade de alimentos vegetais, e principalmente saber "ouvir" o seu organismo, ele certamente saberá te dizer muito se nós pudermos percebê-lo e ouvi-lo mais intimante do que seguir seguramente esta ou aquela dieta vegetariana.

Saudações Eco-Conscientes.

"Prefiro ser aquela metamorfose ambulante do que ter aquela velha opinião formada sobre tudo". Raul S.

HIMC disse...

Desculpa, não havia visto a resposta ao meu comentário na ocasião, porém tenho que me manifestar, sem querer com isto polemizar.
Em primeiro lugar em nenhum momento em meu comentário anterior me referi à Ayurveda como detentora de qualquer verdade última. Pois a final só há uma única verdade incontestável... todos sucumbiremos um dia, cedo ou trade, com ou sem vegetarianismo, e nesse dia nem teremos tempo de olhar para atrás par mudar nosso modo de pensar.

Fico pasmo quando ouço que algum assunto deve de ter comprovação científica para se tornar mais ou menos verdadeiro. Para nos ocidentais é falarmos em algo em torno de 200 ou 300 anos

5000 anos não lhe conferem nenhuma credibilidade à Ayurveda? Claro que como toda ação humana também não é absoluta, não por ela em si, mas porque é engendrada da mente humana, passível de erro.
Bem, sou cético e creio que com mais de 50 anos ainda continuarei sendo,
Mas ter visto exemplos de cura desde uma complicada Esclerose Múltipla até uma simples hemorroida que tenham sido tratados com ayurveda, leia-se alimentação correta, não foi por puro acaso.
Fala-se em vegetarianismo como um caminho de saúde, mas de que tipo de vegetais estamos falando? Com agrotóxicos em mais de 90% da produção?
A própria ayurveda recomenda o vegetarianismo com toda sua carga de experimentos e experiências de mais de 5000 anos. Mas se alguém não quer ser vegetariana, também ela se refere com indicações para a saúde.

Sempre fico estupefato quando vejo os jovens serem intolerantes com a tradição, logo ela que vem carregada de sabedoria e lucidez, se soubermos analisar com bom senso nunca de forma dogmática.
Não entendi sua afirmação: "Particularmente acho a abordagem ayurveda muito interessante, mas não concordo com tudo que ela defende".
Do que há que concordar ou deixar de concordar, dela só temos que entender e compreender seus fundamentos a partir daí agirmos.

Pessoalmente, não tenho aprendido sobre o assunto apenas lendo textinhos ou informativos novedosos, tenho aprendido com médicos indianos também formados em alopatia e que seguem a linha ayurvédica por entenderem eles, ela ter informações mais profundas do que as tais "comprovação científica".
Então por favor, não me leve a mal se me incomodo quando tratamos o assunto apenas com uma dietinha para emagrecer ou coisa parecida.
Aqui não temos que concordar ou discordar, temos que saber!
O saber não é fornecido por um papel timbrado que diz, "mestrado ou doutorado em alguma coisa" pessoalmente acho isso mesquinho e egocêntrico.
O conhecimento é pra ser compartilhado.
Assim insisto, o que os "cientistas" dizem hoje está escrito a milênios por outros, mas como sempre queremos que nossas verdades se sobreponham e desprezamos aquilo que desconhecemos.

É assim, é da natureza humana.

Humildemente saúdo